Liga de Cuidados Paliativos

O que são Cuidados Paliativos?

Cuidados Paliativos são os cuidados que se prestam a pacientes que sofrem de uma doença crônica (doenças do coração, derrame, AIDS, câncer, Alzheimer, entre muitas outras). Estas doenças não podem ser curadas, como se fossem um resfriado ou uma alergia; elas vão conviver com a pessoa doente por muitos anos, e até poderão ser a causa da sua morte.

Este período, às vezes de muitos anos, pode ser vivido com muito sofrimento, com muitas perdas, com muito medo, tanto da parte do paciente quanto da família.

Esta, por sinal, com freqüência se vê abandonada pelo médico e pelos demais profissionais da Saúde, que são treinados apenas para curar. E como estas doenças não podem ser curadas, muitas e muitas vezes o doente e a família ouvem a terrível frase: “Não há mais nada a fazer!”

E neste caso, há o que fazer?
É claro que sim!

Quando a CURA de uma doença não é possível, existe ainda muito a se fazer: existe o CUIDADO que uma equipe multiprofissional bem treinada em Cuidados Paliativos presta ao doente e à família até a morte do doente e depois da morte dele, acompanhando a fase do luto da família!

Como é formada uma equipe multiprofissional de Cuidados Paliativos?

Ela é formada por diversos profissionais da Saúde que trabalham em conjunto, cada um oferecendo o melhor dos seus conhecimentos para aliviar o sofrimento do doente e da família.

Esta equipe é formada por médicos, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais, farmacêuticos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, dentistas, assistentes espirituais, voluntários da comunidade, etc, e a atuação de cada um destes profissionais é feita respeitando a necessidade que estiver mais urgente no momento, mantendo-se sempre o espírito de equipe.

Como esta equipe trabalha?

Ela trabalha aliviando o melhor possível o sofrimento do doente e da família, sofrimento este que pode aparecer no corpo (dor física, por exemplo), no espírito (medo da morte), no aspecto social (perda da estrutura da família), na alma (perda da fé)...

A equipe se reúne com freqüência para re-avaliar o estado do doente e o suporte necessário à família, e traça estratégias em conjunto; nela, ninguém é superior a ninguém em importância, e não há mando de um profissional sobre os demais.

Por isto é necessária uma equipe, que atende a chamados nas 24 h do dia.

Onde se pode fazer Cuidados Paliativos?

Em qualquer lugar onde o doente e a família estejam: em casa, nos hospitais, nos asilos, nos Pronto Socorros, nas Unidades Básicas de Saúde, nos Programas de Saúde da Família...

Importa apenas que o profissional seja competente na sua área, e que trate o doente e a família com respeito, aceitando as suas decisões, confortando os seus temores, ajudando-os na solução de problemas práticos do dia a dia, cuidando da dor, das feridas ou dos demais sintomas físicos desagradáveis que o doente apresenta e que fazem sofrer toda a família.

E que todas estas tarefas sejam realizadas com amor e com dedicação!

E em Itajubá, onde encontro um Serviço de Cuidados Paliativos?

Está em formação, em nossa cidade, um Serviço estruturado de Cuidados Paliativos.

Há algum tempo a Faculdade de Medicina de Itajubá, principalmente por iniciativa do Dr. Kleber Lincoln Gomes (presidente da AISI) e da Dra. Christina Grieger, de quem todos nós sentimos a falta, vem introduzindo o debate dos princípios que norteiam a prática de Cuidados Paliativos. Tudo começou com a iniciativa do Hospital Premier, em São Paulo, dirigido pelo Dr. Samir Salman, ex-aluno da FMIt e amigo pessoal do Dr. Kleber, que se voltou há alguns anos às ações de Cuidados Paliativos, no trato com os seus doentes.

A Faculdade de Medicina tem promovido palestras nas Faculdades da região, criou o Ciclo de Cinema e Reflexão onde mensalmente se discutem temas relacionados a Cuidados Paliativos e em agosto de 2009 promoveu o I Curso de Extensão em Tanatologia (estudo da morte) e Cuidados Paliativos da FMIt, o que marcou o início da criação de uma Unidade de Cuidados Paliativos na cidade. O Curso foi ministrado pelos Professores Marco Tullio de Assis Figueiredo, o pioneiro em Educação em Cuidados Paliativos no Brasil e sua esposa, Dra. Maria das Graças Mota Cruz de Assis Figueiredo, e deu início ao projeto de implantação dos Cuidados Paliativos na cidade.

Desde fevereiro de 2010 foi criada a Disciplina de Tanatologia e Cuidados Paliativos na FMIt, ministrada pelos Professores Marco Tullio e Maria das Graças aos alunos de primeiro, segundo e quarto anos da Faculdade. Os Residentes de primeiro ano, no Hospital Escola, também são postos em contato com os conceitos de Cuidados Paliativos, como parte de programa de Bioética. Isto coloca a FMIt como a primeira Faculdade de Medicina no Brasil a oferecer a Disciplina curricular de Tanatologia a estudantes de Medicina e médicos, e a segunda a oferecer Cuidados Paliativos.

Com o falecimento do Prof. Dr. Marco Tullio em 2013, a formação do serviço de CP no HE sofreu uma interrupção, até que mais profissionais de Cuidados Paliativos venham compor uma nova equipe.

Itajubá é uma cidade de condições privilegiadas no que se refere à criação de uma Hospedaria de Cuidados Paliativos!

O que é uma Hospedaria?

Uma Hospedaria é um local que mais se parece com a casa do doente do que com um hospital, porque a tecnologia e as regras rígidas de um hospital não são necessárias. As famílias ficam junto do doente e participam dos cuidados, crianças podem ficar o dia todo ao lado do doente, as refeições são feitas com todos, doentes e familiares, na sala de refeições...

Itajubá é uma cidade onde valores como solidariedade, calor humano e generosidade entre as pessoas são praticados como regra. Além do mais, Itajubá, uma cidade universitária, congrega estudantes e profissionais de todas as profissões que compõem uma equipe de Cuidados Paliativos.

Logo veremos Cuidados Paliativos serem praticados na cidade por todos os profissionais da saúde, e servindo de padrão a quem queira implantar Serviços Humanizados no Brasil!