às 09:43:00

Projeto Teleinterconsulta

Em meio a pandemia que estamos vivendo o Conselho Federal de Medicina (CFM) decidiu autorizar a prática de Telemedicina no Brasil. Tal decisão tem por objetivo proteger tanto a saúde dos pacientes quanto dos profissionais.

Foram autorizadas “em caráter de excepcionalidade”, atividades de Telemedicina, limitando a três práticas: teleorientação, telemonitoramento e teleinterconsulta. Dessa forma, é possível viabilizar a assistência médica à distância, diminuindo, assim, os riscos de disseminação da Covid-19, seja no acesso de pacientes ao hospital ou na relação médico-paciente. Além disso, facilita também o acompanhamento de pacientes com outros tipos de doença.

A telemedicina tem algumas nomenclaturas e subdivisões:

1) teleorientação, para que médicos possam à distância orientar e encaminhar pacientes em isolamento;

2) telemonitoramento, situação em que o médico monitora à distância parâmetros de saúde do paciente,

3) teleinterconsulta, para troca de informações e opiniões entre médicos, para auxílio diagnóstico ou terapêutico.

 O professor José Marcos nos explica um pouco mais sobre o projeto teleinterconsulta:


“Através de uma parceria entre a Faculdade de Medicina de Itajubá, Prefeitura Municipal de Itajubá e a empresa MANUEL - Plataforma digital de monitoramento e coleta de dados da saúde de pacientes à distância, nasceu um projeto de teleinterconsulta. 

O Prof. Dr. Jorge Tostes e outros médicos psiquiatras irão auxiliar os médicos que atendem pacientes com sofrimento mental nas consultas (teleinterconsulta) nas Unidades de Saúde do CAIC e do REBOURGEON.

O médico presente na unidade de saúde atende aos pacientes juntamente com o especialista que estará por via plataforma digital. Essa consulta virtual será acompanhada também por alunos da FMIT. Essa modalidade poderá ser ampliada para outras clínicas, como cardiologia, endocrinologia e hematologia. 

 A empresa MANUEL é uma startup dentro da INCIT – Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá – uma estrutura de apoio à geração e consolidação de empresas de excelência na área tecnológica.”


Fonte: